A Policia Civil está trabalhando com indícios de que o ex-marido que matou a facadas a servidora do Departamento de Trânsito da Bahia (Detran), Maridalva da Silva Mendonça, teria cometido o crime de forma premeditada. Isso porque antes do assassinato ele chegou a fazer um bilhete acusando algumas pessoas de terem contribuído para o crime.

“Veja o que vocês fizeram no Natal. Mudou tudo. Era diferente. Estava tudo bem eu e Mari. Davi- Antônia- Gegeu-Andreia”. Além disso, o homem providenciou veneno para ingerir logo depois de esfaqueá-la. Em depoimento, o ex-marido Jailson Santos Mendonça disse que morou com a vítima durante dois anos, mas que os dois já tinham terminado o relacionamento por ciúme.

Segundo pessoas próximas a vítima, Maridalva estava sendo ameaçada, mas recusou-se a registrar ocorrência em uma unidade policial. No dia do crime, eles teriam subido a ladeira que dá acesso ao Detran juntos. “Em determinado ponto Jaílson abriu uma maleta, tirou uma faca, e passou a desferir golpes contra a vítima na região toráxica”, falou o delegado Guilherme Machado.

O suspeito será autuado por feminicídio e deverá ser encaminhado para o sistema prisional assim que receber alta médica do hospital, onde se recupera de ingestão de veneno.

Compartilhe... Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterPin on Pinterest0Share on LinkedIn0Print this pageEmail this to someone