No último domingo representantes do Conselho Tutelar do município de Lagoa Real em companhia de uma guarnição da Polícia Militar apresentaram uma adolescente de 12 anos na delegacia de polícia.
 
Segundo informações das conselheiras, elas receberam denúncia anônima que um homem, possívelmente o padrasto, teria estuprado a menor. Na delegacia, a menina contestou a informação, alegando que quem teria lhe estuprado teria sido o próprio avô.
 
Após exame realizado no Instituto Médico Legal (IML) foi constado que a menor está grávida. Os suspeitos, padrasto e avô, foram apresentados na Unidade Policial, ficando à disposição da justiça. A 22ª Coorpin de Guanambi investiga o caso.
Compartilhe... Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterPin on Pinterest0Share on LinkedIn0Print this pageEmail this to someone