Polícia Federal combate fraude contra o INSS estimado em R$ 2,3 mi na Bahia

Ação acontece nas cidades baianas de Camaçari e de Nilo Peçanha - Foto: Divulgação | PF

A Polícia Federal (PF) deflagrou a Operação Monte Gordo nesta quinta-feira, 8, para desarticular uma quadrilha suspeita de fraude contra o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Segundo a PF, o prejuízo aos cofres públicos é estimado em R$ 2,3 milhões.

São cumpridos seis mandados de prisão preventiva e seis de busca e apreensão em Camaçari, Feira, Conquista, Guanambi e Nilo Peçanha na Bahia, além de Ituiutaba e outros municípios em Minas Gerais. O grupo se concentra principalmente em Monte Gordo, no Litoral Norte da Bahia, o que motivou o nome da operação.

Ainda segundo se apurou, advogados, cartórios, funcionários e servidores do INSS são investigados de montarem um esquema que aparentemente, pode ser muito maior e estar enraizado por diversos outros cantos da Bahia e do Brasil.

De acordo com a PF, o grupo atua desde 2009 fraudando benefícios assistenciais para idosos. Para isso, eles criavam pessoas fictícias com documentos falsos e forjando procurações públicas. Desta forma, eles conseguiam ter o benefício aprovado. Eles eram responsáveis por sacar o dinheiro.

Os envolvidos vão responder por crimes de estelionato contra a Assistência Social e associação criminosa.

 

Comentários

*