O presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB) e prefeito de Bom Jesus da Lapa Eures Ribeiro (PSD) chamou a atenção para o fato dos prefeitos de toda a Bahia estarem demitindo funcionários.

Segundo Eures Ribeiro, “a arrecadação do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) despencou 20% em relação ao ano passado. E o dinheiro da repatriação ficou em 5% do que foi praticado no fim do ano, muito abaixo das expectativas”.

Para ele não há outra solução, uma vez que o limite de gasto com pessoal imposto pela lei foi extrapolado. “Ou eles apertam o cinto ou vão morrer. É ruim, é frustrante demitir em tempo de crise, mas ou demite ou as contas vão ser rejeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), essa é a regra”, afirmou o presidente da UPB.

Compartilhe... Share on Facebook8Share on Google+0Tweet about this on TwitterPin on Pinterest0Share on LinkedIn0Print this pageEmail this to someone