Um homem de 37 anos, Manoel Ferreira Portela, se encontra internado em estado grave, há nove dias no Hospital de Pequeno Porte OPP – Oliveira dos Brejinhos, após ter dado entrada desacordado com graves ferimentos, na cabeça, tórax e membros, tendo sido encontrado caído num matagal próximo a comunidade de Flora, tendo sido vítima de acidente moto ciclístico na área rural do município.

O paciente que segundo informações iniciais dos familiares, foi diagnosticado com edema cerebral, TCE – Traumatismo Craniano Encefálico. Nossa fonte, que prefere não ser identificada por receio de sofrer retaliações, afirma em sua denúncia, que o paciente permanece na unidade, a qual, não possui nenhuma condição de tratar adequadamente por ausência de equipamentos e especialistas da área. A denúncia informa ainda, que o Sr. Manoel não vem recebendo os cuidados adequados, tendo inclusive fraturado um dente ao cair do leito em que se encontra.

Ainda De acordo com informações do denunciante, o Hospital de Oliveira dos Brejinhos passa por delicada situação financeira, carência de médicos e demais profissionais especializados, além da visível insatisfação dos servidores, que deixam a desejar no atendimento ao público que busca por socorro médico no local. Relata por fim, que existe falta de medicamentos básicos e anexa fotos referentes a este caso, além de outras denúncias, que serão tema de reportagem distinta.

De acordo com familiares, Manoel Ferreira Portela, necessita com urgência da transferência para um grande centro, onde possa ser tratado por profissionais e equipamentos adequados antes que seja tarde, solicitaram a divulgação de uma matéria, capaz de colocar em evidência esse caso, afinal, segundo eles o tempo é determinante para salvar-lhe a vida. Reclamam de que não há empenho por parte dos responsáveis para que tal transferência seja efetuada com agilidade, alegando morosidade do hospital em conseguir uma vaga em outro centro.

Nossa reportagem, sempre fiel ao que determina a boa prática do jornalismo, com a conduta ética e imparcial que norteia nossa jornada há 21 anos, buscou ouvir a outra parte, entrando em contato com o hospital, para que os representantes se pronunciassem. Fomos atendidos pela Assistente Social Jânia do HPP que juntamente com a recepcionista Tamires, nos encaminhou para o Diretor Ruan, que nos informou que “há cerca de 9 dias, esse paciente se encontra internado, tendo sido levado por populares, o Sr. Manoel chegou a unidade no dia 09/09, desde então o Hospital de Pequeno Porte Dr. João Cupertino da Silva tentou por meio de regulação, a transferência do paciente,  porém o sistema da regulação não aceitou a vaga. Dali em diante, além dos tratamentos possíveis, incluindo translado para exames externos, o Hospital como de dever, envia e atualiza a vaga no sistema todos os dias. O paciente já passou por uma tomografia e avaliação com o neurologista e o Hospital deu total suporte com ambulância e técnica de enfermagem para acompanhar nos exames e consultas fora da cidade”. Informa o diretor Ruan. Ao concluir, informa que, “Infelizmente agora não depende só de nós, temos um sistema que administra essa transferência”. O Diretor encaminhou cópias dos procedimentos médicos/administrativos, que comprovam as solicitações de transferência.

O fato é que, em estado grave e necessitando da tal transferência com urgência, a família e a população regional esperam que esse sofrimento tenha um final feliz, que os órgãos municipal, estadual e federal se mobilizem e ofereçam tratamento ao paciente/cidadão, que através dos seus familiares, nada mais exigem que o cumprimento do que diz o Art. 196 da nossa constituição Federal “A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação”.

Compartilhe... Share on Facebook292Share on Google+0Tweet about this on TwitterPin on Pinterest0Share on LinkedIn0Print this pageEmail this to someone